Avacoelhada

iG Minas Gerais |

Os sub-23 que buscam a titularidade ou permanência na equipe deveriam ser escalados no jogo-treino contra o Araxá. Apesar de serem atletas em formação, a análise do desempenho dos pratas da casa é mais rigorosa. Os promovidos param de fazer parte do time reserva e da lista de relacionados nas primeiras falhas ou até sem justa causa. Enquanto os contratados, mesmo sem serem tão produtivos, têm inúmeras oportunidades a fim de justificar as respectivas contratações. Lucena, Magrão, Ricardinho, Bruninho e Júnior Negão são exemplos recentes. Diego, Renato Bruno e Patrick Allan demonstraram capacidade técnica qualificada para compor o meio de campo. Marcelinho tem resistência física e velocidade para defender e atacar pelo lado. Williams joga de quarto-zagueiro e lateral. Carlos Renato, Dopô, Kaio e Assis devem ser mais bem avaliados.

A voz da Massa

Saudações alvinegras! Gostei muito da estreia do matador Lucas Pratto contra o Shakhtar Donetsk. Apesar de ter jogado só um tempo, Pratto já demonstrou muitas das qualidades que o credenciaram para ser contratado pelo Galo: bom posicionamento dentro da área adversária, domínio da bola e o principal, um aguçado faro de gols, com uma frieza incrível para finalizar. Nesse jogo em particular, ele ainda ficou um pouco mais preso, talvez por conta do esquema armado por Levir Culpi, mas já estou apostando que, quando estiver pronto, esse hermano vai fazer um estrago nos adversários do Galo. Outro ponto positivo que notei foi a facilidade de entrosamento de Pratto. Em alguns momentos, ele e Carlos fizeram boas tabelas e envolveram a defesa do Shakhtar. Podemos esperar muito do novo matador atleticano. Dá-lhe Lucas Pratto! Bica, Bicudo!

A voz Celeste

Saudações celestes, nação azul. Mesmo com as saídas de jogadores primordiais nas últimas conquistas celestes, vejo um Cruzeiro fortíssimo para a temporada. Enquanto alguns falam de desmanche, eu vejo renovação de elenco. É uma motivação maior para as competições que vêm por aí. É verdade que, se garantíssemos a permanência de alguns craques, seria louvável, mas a minha aposta está na beirada do campo, sou fã de Marcelo Oliveira e não vejo outro treinador no Brasil com tanta competência para entrosar e dar motivação aos novos guerreiros que chegaram. A tradição do Cruzeiro sempre foi levantar taças, sua história é escrita por glórias que pouquíssimos clubes no planeta já conquistaram. Neste ano, com o comando do melhor técnico do país, teremos uma temporada vitoriosa! Sou Cruzeiro sempre! Facebook: Hugão, O Fanático Celeste. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave