Para EUA, acordo nuclear iraniano tem 50% de chance de dar certo

O governo do presidente Barack Obama tem sido pressionado por opositores republicanos e aliados regionais em Israel e na Arábia Saudita

iG Minas Gerais | AFP |

Obama e Cameron prometem ajuda à França contra terrorismo
Evan Vucci
Obama e Cameron prometem ajuda à França contra terrorismo

A Casa Branca admitiu nesta sexta-feira que as possibilidades de se alcançar um acordo para deter o programa nuclear do Irã são de apenas 50%.

"A probabilidade de êxito das negociações diplomáticas são de 50%", disse o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

O governo do presidente Barack Obama tem sido pressionado por opositores republicanos e aliados regionais em Israel e na Arábia Saudita, países que querem endurecer as sanções ao Irã.

O Congresso americano, controlado pelos republicanos, também quer aprofundar as sanções contra o Irã,  medida que Obama ameaçou vetar.

A Casa Branca disse que se deve dar tempo às negociações, para que elas tenham sucesso, mas que também não podem ser usadas pelo Irã como "pretexto" para aliviar a crescente pressão diplomática.

O complexo acordo submeteria o Irã a um monitoramento exaustivo e ao fim das operações que podem levar à criação da arma nuclear.

O dia 1º de julho é a data limite para se chegar a um acordo. Mas depois de meses de negociações e prazos vencidos, os Estados Unidos esperam concretizar um acordo político até 31 de março, deixando os detalhes técnicos para serem definidos antes de 30 de junho.

A Casa Branca expressou nesta sexta-feira a sua preocupação em relação à influência do Irã sobe milicia iemenita que cercou a capital de Sanaa, forçando a renúncia do governo aliado dos EUA. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave