Motorista que atropelou filho de Cissa Guimarães é condenado

Segundo o juiz Guilherme Schilling Pollo Duartel, a ação dos réus foram reprováveis, pois buscaram se eximir da responsabilidade penal, ao fugir do local e ao pagarem 'propina' para policiais militares

iG Minas Gerais | da redação |

TASSO MARCELO/AGÊNCIA ESTADO - 26.7.2010
undefined

Nesta sexta-feira, a justiça do Rio condenou Rafael de Souza Bussamra a sete anos de prisão e mais cinco anos e nove meses de detenção, em regime semiaberto, pelo atropelamento e morte do estudante Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, corrupção ativa, inovação artificiosa em caso de acidente automobilístico, fuga do local do crime e participação em competição automobilística não autorizada, conhecido como 'racha', no dia 20 de julho de 2010, na Zona Sul da cidade. O pai de Rafael, Roberto Martins Bussamra, também foi condenado a oito anos e dois meses de cadeia e mais nove em regime semiaberto, por corrupção ativa, pois o mesmo teria corrompido policiais militares para encobertar o crime cometido pelo filho.

Segundo o juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte, da 16ª Vara Criminal da Capital, a ação dos réus foram reprováveis, pois buscaram se eximir da responsabilidade penal, ao fugir do local e ao pagarem 'propina' para policiais militares que haviam limpado a cena do crime. Os dois policiais, integrantes do 23º BPM no Leblon, foram expulsos da corporação, no dia 5 de outubro.

Rafael Mascarenhas foi atropelado, no Túnel Acústico da Gávea, quando andava de skate com dois amigos. Segundo a CET-Rio, o túnel estava fechado naquela noite, na entrada da favela da Rocinha. No interior do túnel, foi feito um retorno por onde dois carros entraram e acabaram atropelando Mascarenhas.

Segundo a defesa de Bussamra, ele não havia notado que o túnel estava interditado e que não havia conseguido para a tempo, pois seu carro estava emparelhado com outro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave