Homem é morto com tiro na cabeça ao invadir prefeitura no ES

Ao tentar agarrar o invasor, ainda segundo a versão do vigilante, Salino começou a agredi-o. O vigia diz ter efetuado um tiro para cima, a fim de assustar o eletricista, e afirma que o segundo disparo, que o matou, foi acidental

iG Minas Gerais | Folhapress |

Um homem de 26 anos foi morto com um tiro na cabeça depois de invadir a sede da Prefeitura de Vila Velha, no Espírito Santo, na manhã desta sexta-feira (23).

O eletricista Diego Biasutti Salino segurava uma Bíblia na mão e estava desarmado. Ele foi atingido por um vigilante enquanto os dois brigavam a poucos metros do gabinete do prefeito Rodney Miranda (DEM), que ainda não havia chegado.

O incidente ocorreu às 7h30 e foi captado pelo circuito interno de câmeras do prédio. As imagens mostram Salino dando um chute na catraca para entrar quando é abordado pelo vigilante. Mesmo sendo repreendido pelo guarda, o rapaz segue caminhando.

Outra câmera, do terceiro andar, onde fica o gabinete, mostra o vigilante tentando se aproximar do eletricista quando Salino começa a dar chutes e socos nele. O guarda tenta contê-lo, e, durante a briga, faz o disparo que atinge a cabeça da vítima.

A Polícia Civil não quis informar o nome do vigilante, que trabalha em uma empresa terceirizada de segurança para o município.

Segundo o delegado Romualdo Gianordoli Neto, em depoimento o vigilante disse que Salino gritou na portaria que iria matar o prefeito e quem mais estivesse na sua frente. Com a vítima, no entanto, não foi achada nenhuma arma.

Ao tentar agarrar o invasor, ainda segundo a versão do vigilante, Salino começou a agredi-o. O vigia diz ter efetuado um tiro para cima, a fim de assustar o eletricista, e afirma que o segundo disparo, que o matou, foi acidental.

O vigilante foi ouvido e liberado --segundo o delegado, a polícia entende que houve legítima defesa.

Tiago Biasutti Salino, irmão da vítima, esteve na delegacia para fazer o reconhecimento do corpo do eletricista. Segundo o delegado, ele relatou que o irmão usava drogas, principalmente crack, e que havia sumido de casa nos últimos dias. O corpo do eletricista passará por exame toxicológico.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave