Técnico do Shakhtar rebate críticas de Bernard: 'Só veio chorar'

Durante a pré-temporada do time europeu no Brasil, o ex-jogador do Atlético afirmou que deseja sair o mais rápido possível da Ucrânia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Meia-atacante, ex-Atlético, garantiu que voltará à Ucrânia na semana que vem
Divulgação
Meia-atacante, ex-Atlético, garantiu que voltará à Ucrânia na semana que vem

O relacionamento entre Bernard e Mircea Lucescu, treinador do Shakhtar Donetsk-UKR parece ir de mal a pior. Durante a pré-temporada do time ucraniano no Brasil, o ex-jogador do Atlético fez várias críticas ao seu atual clube, e deixou claro que quer sair do país o mais rápido possível. Mas o comandante não "deixou barato" e fez questão de rebater as “alfinetadas” de Bernard. Em entrevista à imprensa gaúcha, o técnico disse que o jogador “só veio para chorar”.  

"Bernard tem que demonstrar em campo que é homem. Bernard só chora. Só veio tomar dinheiro. Sofro, mas creio que todos querem sofrer para ganhar 300 mil euros por mês", afirmou Lucescu ao jornal Zero Hora.

O treinador ainda rebateu as declarações do meio-campista sobre não aconselhar os jovens jogadores brasileiros a ir para a Ucrânia, que atualmente vive uma guerra civil e problemas com a Rússia.

O curioso, é que o Shakhtar é o time europeu que mais tem brasileiros no elenco: 13. Lucescu afirmou que há outros grandes atletas do Brasil no plantel e que diferente de Bernard, eles mostram trabalho dentro de campo.

“Só ele (que não aconselha a vinda de jogadores para a Ucrânia). Douglas (Costa) é jovem. (Alex) Teixeira é jovem. São todos da mesma idade. Fred joga sempre. É perfeito. Os dois melhores da equipe são Fred e Teixeira. Não saem nunca. Querem jogar sempre. Estávamos perdendo para o Atlético, e eles pediram para permanecer em campo. Eles são jogadores de Seleção”, disse o comandante. 

Apesar das discordâncias entre o jogador e o treinador do Shakhtar, parece que o time europeu ainda quer manter Bernard no elenco. Um empréstimo, porém, não é descartado caso o meio-campista não evolua em solo ucraniano. Já um retorno para o Brasil é uma situação difícil, pois o clube da Ucrânia prefere que o atleta cresça no estilo europeu.

No próximo domingo, dia 25 de janeiro, o Shakthar fará um amistoso com o Cruzeiro, às 17h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. 

Leia tudo sobre: bernardshakhtar donetskucraniamircea lucescu