Ecclestone vê Mercedes dominante por mais 3 anos e aposta em Hamilton

O mandatário da Fórmula 1 afirmou que a equipe conseguiu diminuir a concorrência com as novas unidades de potência dos carros

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

DIVULGAÇÃO/FOM
undefined

Depois de ver a Mercedes dominar a última temporada da F-1, com 16 vitórias em 19 corridas e conquistar com tranquilidade o Mundial de Construtores de 2014, Bernie Ecclestone acredita que o time ainda poderá desfrutar de alguns anos de hegemonia sem ser incomodado pelos rivais.

"A Mercedes fez um trabalho tão bom com estas novas unidades de potência que deixou a concorrência bem para trás e não vejo ninguém se aproximando deles rapidamente", afirmou o detentor dos direitos comerciais da categoria à rede de TV britânica Sky Sports.

"Talvez daqui a uns três... Mas não podemos esperar por todo este tempo. Ou por dois anos ou por um que seja", completou Ecclestone.

Após quatro anos de domínio da Red Bull na F-1, que culminaram com quatro títulos para a equipe austríaca e outros quatro para Sebastian Vettel, a mudança no regulamento da categoria, no último ano, fez com que a Mercedes assumisse o posto de time a ser batido.

O principal motivo para isso foi a troca nos motores usados na F-1. Saíram os V8 e chegaram os V6 turbo.

Como resultado, a equipe alemã teve uma temporada irretocável. Além das 16 vitórias, fez 18 das 19 pole positions e viu seus dois pilotos dominarem a classificação do Mundial durante todo o ano --Lewis Hamilton ficou com o título e Nico Rosberg foi o vice-campeão mundial.

Para a temporada que começa em 15 de março, em Melbourne, com o GP da Austrália, Ecclestone acredita que não haverá grandes mudanças no cenário. E aposta suas fichas em mais um título de Hamilton.

"Seja ele meu favorito ou não, acho que Lewis irá vencer mais uma vez", declarou o dirigente inglês.

Os primeiros testes para o Mundial deste ano começam no dia 1º, em Jerez de la Frontera, na Espanha.