Rede de fast-food deixa clientes japoneses sem batatas fritas

Rede KFC ficou prejudicada devido à paralisação dos funcionários nos portos dos Estados Unidos; anteriormente, bloqueio também afetou o McDonald's, em dezembro

iG Minas Gerais | AFP |

Divulgação
undefined

A rede americana KFC (Kentucky Fried Chicken) deixou de servir batatas fritas aos seus clientes no Japão devido à greve portuária nos Estados Unidos e ao bloqueio que obrigou o McDonald's a racionar as porções em dezembro.

"A prolongação do conflito dos estivadores na costa oeste dificulta o fornecimento de batatas", explicou na quinta-feira um comunicado da empresa, que suspendeu a venda de batatas fritas.

A filial japonesa do McDonald's, que tem 3.100 restaurantes no arquipélago, precisou restringir em dezembro as batatas fritas.

A situação se normalizou com o fornecimento urgente de milhares de toneladas de batatas por avião e barco a partir de outros países.