Agora ministro, George Hilton fala sobre desafios

Em 2014 ele conquistou seu terceiro mandato consecutivo no Congresso Nacional e, em seguida, foi nomeado por Dilma Rousseff para assumir o ministério do Esporte

iG Minas Gerais |

Conquista. 
George Hilton (PRB) foi nomeado Ministro do Esporte
douglas magno
Conquista. George Hilton (PRB) foi nomeado Ministro do Esporte

Cruzeirense de coração, o ministro do Esporte, George Hilton (PRB), nasceu há 43 anos em Alagoinhas, na Bahia, e mudou-se para Minas Gerais ainda na adolescência – há 27 anos. Bastante conhecido em Contagem, Hilton tem uma história rica na política, tanto municipal quanto em âmbito nacional. No ano passado ele conquistou nas urnas seu terceiro mandato seguido no Congresso Nacional.

Mas, antes de chegar à Câmara Federal, o deputado ocupou, por duas legislaturas seguidas, uma cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), de 1999 a 2003 e de 2003 a 2007, tendo atuado como líder do Partido Liberal e terceiro secretário da Mesa Diretora.

Em 2007, pelo Partido Progressista (PP), Hilton foi eleito deputado federal pela primeira vez, na legislatura até 2011 e, nas eleições seguintes, já filiado ao PRB, partido do qual é presidente estadual atualmente, ele foi reeleito para o cargo no Congresso Nacional, com mandato até 2015.

Em 2012, ele disputou as eleições municipais pleiteando o cargo de prefeito e conquistou pouco mais de 15 mil votos no primeiro turno.

Muito criticado após sua nomeação como ministro pela presidente Dilma Rousseff, Hilton tem recorrido à política para responder a questões relacionadas aos esportes – de preferência, sem ter que adotar uma posição comprometedora. Em entrevista concedida ao portal UOL, ele evitou se aprofundar nas respostas, tanto em questões simples como em opiniões pessoais ou posicionamento político. Em 40 minutos de entrevista, não citou uma única vez Deus ou Jesus, apesar de ser pastor da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), e garantiu que não faz planos de contar com membros da Iurd em sua equipe.

Nesta semana, Hilton concedeu uma entrevista exclusiva ao . Confira, na íntegra.O TEMPO Contagem

Minientrevista George Hilton - Ministro do esporte

O senhor foi convidado para assumir o Ministério do Esporte. Qual a importância da sua colocação para a cidade de Contagem? Contagem é sede do Sada Cruzeiro, campeão nacional de vôlei, uma equipe de alto rendimento com grande visibilidade. Portanto, está inserida na nossa política de fortalecer esse tipo de desporto, implementando ações para fomentar a prática desportiva na cidade.

O senhor tem bons contatos em Contagem. Já sinalizou alguma ajuda para o esporte local? Já tive uma reunião com o secretário municipal de esporte e lazer, Paulo Prado, e abrimos interlocução para apoiar os programas em execução no município.   O senhor foi criticado por não ter conhecimento profundo sobre o esporte e em seu discurso disse que conhece bem de “gente”. Como trabalhar nessa área com tais críticas? Estou empenhado em fazer uma gestão pública eficiente, para conseguir que as ações do Ministério do Esporte beneficiem um número cada vez maior dos nossos jovens e de todos aqueles que necessitem de esporte.   O ministro defende a democratização do esporte e seu uso como instrumento de inclusão. Como isso será feito? O Brasil sediou com sucesso a última Copa do Mundo e está prestes a organizar o maior evento do mundo, os Jogos Olímpicos. Esses grandes eventos deixam um legado, e não falo do legado material, dos equipamentos esportivos, mas do estímulo à prática de esportes. Então quero defender o legado da Copa e das Olimpíadas como base para promoção do esporte educacional social e comunitário.   O senhor assume a pasta próximo dos Jogos Olímpicos e ParaOlímpicos de 2016. Acha que está preparado para a demanda? Sim, estou. Qual será a sua primeira viagem internacional e com qual objetivo? Por ora, estou concentrado na preparação do nosso país para os Jogos Olímpicos do ano que vem.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave