Aventura em lugares inóspitos da Terra

Atração de Clayton Conservani retorna neste domingo, agora como programa

iG Minas Gerais |

Perigo. Clayton Conservani se arrisca explorando o vulcão Marum, na estreia da atração da Globo
Globo
Perigo. Clayton Conservani se arrisca explorando o vulcão Marum, na estreia da atração da Globo

São Paulo. Mergulhar em um vulcão, escalar uma sequoia (árvore gigante), encarar uma ultramaratona de 127 km na floresta amazônica e fazer uma expedição ao Círculo Polar Ártico são coisas fora de cogitação para a maioria dos mortais, mas não para os corajosos jornalistas Clayton Conservani e Carol Barcellos.

A dupla estreia, no domingo, o programa “Planeta Extremo” (Globo), que vai ao ar após o “BBB 15”. A atração, que começou como um quadro no “Fantástico” e depois no “Esporte Espetacular”, fez sucesso e foi finalista do Emmy Internacional.

Dois anos de gravações se transformaram em oito episódios, com cerca de meia hora de duração cada, que mostram os apresentadores explorando lugares inóspitos ao redor do mundo. São cachoeiras congeladas, cânions e vulcões.

Na estreia da atração, Conservani explora o vulcão Marum, no arquipélago de Vanuatu, no Pacífico Sul, cuja temperatura chega a 1.200°C. “Usei uma roupa de amianto, que suporta até 700ºC”, revela. “O maior desafio foi entrar no vulcão. Fiquei a 200 m da morte. São lugares onde as pessoas não passam férias com a família”, completa ele.

Convidada para acompanhar Clayton Conservani nas aventuras do “Planeta Extremo”, Carol Barcellos abraçou o desafio e se manteve no espírito da atração. Ela participa de três episódios, nos quais escala sequoias, mergulha na China e corre uma maratona na selva.

“Essa é a maior oportunidade profissional que já tive. Mudou a minha vida, pude conhecer lugares incríveis. Sabia que não seria fácil. A gente expõe muito o que é de verdade, mostra medos e fraquezas”, avalia ela, que enfrentou dificuldades.

Ela fez mergulho em caverna e conta que passou muito medo. “Entramos em uma caverna apavorante, muito estreita e com visibilidade péssima. Achei que fosse pirar, entrar em pânico”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave