Maduro denuncia 'guerra' contra ele, a mesma sofrida por Allende

Venezuela sofre com queda do preço do petróleo, que responde por 96% das divisas, com inflação de mais de 64% em 2014 e com escassez de um terço dos produtos básicos de alimentação e higiene

iG Minas Gerais | AFP |

Maduro denuncia 'guerra' contra ele, a mesma sofrida por Allende
Divulgação
Maduro denuncia 'guerra' contra ele, a mesma sofrida por Allende

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta quinta-feira (22), em La Paz, que sofre uma guerra política e econômica em seu país, a mesma enfrentada pelo então presidente chileno Salvador Allende, derrubado em 1973 por um golpe militar.

"A burguesia está pretendendo fazer contra mim o mesmo que fez contra Salvador Allende", afirmou Maduro, durante um encontro com a imprensa boliviana no Palácio Quemado, após assistir à cerimônia de posse do presidente Evo Morales para um terceiro mandato.

"Se vocês [referindo-se aos jornalistas] revisarem a História, verão como fizeram com Salvador Allende uma guerra parecida. Nós a neutralizamos e vamos derrotá-la", acrescentou.

A Venezuela sofre com a queda do preço do petróleo, que responde por 96% das divisas, com uma inflação de mais de 64% em 2014 e com a escassez de um terço dos produtos básicos de alimentação e higiene.

Allende foi derrubado em 11 de setembro de 1973, por um sangrento golpe militar. Segundo a Justiça chilena, o político socialista se suicidou no Palácio La Moneda com um fuzil, que ganhou de presente do amigo e agora ex-presidente de Cuba Fidel Castro. Em várias ocasiões, Maduro manifestou sua admiração por Allende.

Com frequência, o governo venezuelano responsabiliza a empresa privada e a direita pela crise econômica nacional e pela escassez de alimentos.

Para o presidente venezuelano, a situação econômica impactará as eleições legislativas este ano no país - provavelmente no segundo semestre -, quando o governo derrotará a direita.

"Este ano, vamos às eleições. Preparem-se, porque vai haver uma grande vitória, e o povo venezuelano vai cobrar da burguesia e da direita sabotadora, da direita que quer trazer o caos para o país. Vai cobrar com votos os danos que causaram, vocês vão ver", prometeu.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave