Juíza conclui instrução do processo da morte de argentina em BH

MPMG pediu prisão preventiva do suspeito, que responde em liberdade; juíza irá analisar pedido

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

Google Street View
undefined

O réu e as testemunhas do assassinato da argentina Maria Silvina Valéria Perotti, de 33 anos, foram ouvidos na tarde desta quarta-feira (22) pela juiza do 2º Tribunal do Júri, Analin Aziz Sant'ana, durante uma audiência de instrução. O crime ocorreu em fevereiro de 2013, no bairro Calafate, na região Oeste de Belo Horizonte, o acusado é o ex-companheiro da vítima, José Antônio Mendes de Jesus. A juiza encerrou a fase de instrução do caso.

A audiência começou por volta das 14h30 e terminou às 17h20. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) não divulgou o conteúdo dos depoimentos. O réu responde ao processo em liberdade, no entanto, nesta quarta-feira o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pediu a prisão preventiva do acusado. A defesa alegou que não há motivos para isso, já que ele está comparecendo as audiências.

Mesmo assim, a juíza vai apreciar o pedido de prisão preventiva após o prazo sucessivo de alegações finais para o Ministério Público e a Defesa Civil, que é de 10 dias. Ela entendeu também que a fase de instrução foi concluída sem a necessidade de novas diligências. A juiza vai definir após esse prazo se o réu irá a júri popular ou não. 

No dia 15 de dezembro, a Justiça realizou a primeira audiência do caso e ouviu cinco testemunhas do caso, o réu também esteve no local, mas não foi ouvido. Relembre o caso Na manhã do dia 10 de fevereiro de 2013, a argentina Maria Silvina Valéria Perotti, 33, grávida de sete meses foi atingida por um disparo na cabeça, dentro do carro em que o casal estava. A vítima foi jogada para fora do carro. Maria foi socorrida e os médicos salvaram o bebê, mas ela morreu.

O acusado do crime alegou que o casal foi vítima de um assalto na BR-040 e que os agressores fugiram. Mas testemunhas que estavam no local, contestaram a versão e afirmaram que o ex-companheiro é quem foi o autor do disparos.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave