Atentado suicida deixa 7 mortos em Bagdá

Os instrutores militares americanos, que ajudam na formação de cerca de 1.600 soldados iraquianos na luta contra o EI, estão baseados atualmente em Taji

iG Minas Gerais | AFP |

Pelo menos sete pessoas morreram nesta quinta-feira em um ataque suicida ao norte de Bagdá, informaram autoridades da segurança e médicos.

Este ataque, que ocorreu no bairro de Taji e que deixou pelo menos 17 feridos, não foi reivindicado, mas os atentados suicidas no Iraque são geralmente praticados por grupos extremistas sunitas, especialmente o Estado Islâmico (EI).

As fontes diferem sobre a localização exata do ataque - entre a entrada do complexo militar de Taji ou a entrada do setor de Taji- e o número de kamikazes envolvidos.

Os instrutores militares americanos, que ajudam na formação de cerca de 1.600 soldados iraquianos na luta  contra o EI, estão baseados atualmente em Taji.

O EI se apoderou de vastos territórios no Iraque, especialmente as regiões de maioria sunita no oeste e norte do país e na vizinha Síria.

O exército iraquiano, apoiado pelas forças curdas, milícias xiitas e combatentes sunitas tribais começaram a recuperar o terreno perdido, mas os jihadistas ainda controlam grandes áreas, incluindo Mossul (norte), a segunda maior cidade do país.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave