Depois de dez dias, Dentil-Praia Clube volta a jogar pela Superliga

Time de Uberlândia recebe o Uniara-AFAV-SP, buscando a reabilitação na competição nacional e tentando se afastar do Minas

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Após dez dias, o Dentil-Praia Clube volta à quadra pela Superliga feminina. Se em sua última partida, a derrota por 3 a 0 para a Camponesa-Minas, o time de Uberlândia esteve irreconhecível, nesta sexta-feira, a partir das 19h30, contra o Uniara-AFAV-SP, dentro de casa, é esperada uma postura totalmente diferente.

“Ganhamos um tempo que não foi tão grande para se perder ritmo de jogo. Algumas jogadoras precisavam de recuperação. Para a gente, o tempo é bom para acertar algumas coisas e colocá-las em prática”, destacou o técnico do Praia, Ricardo Picinin.

Uma das atletas que precisava de um período maior para treinar era a atacante Daymí Ramirez. “Ela ficou seis semanas parada, após se recuperar de lesão. É normal sentir um pouco a falta de ritmo de jogo. Mas ela vem bem, tem garra e vontade, que superam qualquer falta de ritmo. É uma atleta importantíssima para nós. E vai nos ajudar bastante”, ressaltou o treinador.

Vencer o Uniara se tornou obrigação, não apenas pelo último revés, como também pela aproximação do Minas na tabela de classificação. No entanto, Picinin prega pés no chão e trabalho a fim de concretizar o objetivo.

“O Uniara é um time de meninas jovens, que vem fazendo bons jogos, apesar de não estar conseguindo resultados positivos. Temos que sacar muito bem contra o adversário, já que tivemos dificuldades neste aspecto contra elas no primeiro turno”, comentou o técnico do Praia.

Leia tudo sobre: Praia ClubeRicardo Picinin