Governo brasileiro condena sequestro de japoneses pelo Estado Islâmico

No mesmo dia em que o vídeo foi divulgado, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, exigiu a libertação dos reféns e afirmou que o governo não pagará o resgate

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

Integrante do Estado Islâmico aparece em vídeo com dois reféns japoneses e exige 200 milhões de dólares para libertá-los
AL-FURQAN MEDIA / AFP
Integrante do Estado Islâmico aparece em vídeo com dois reféns japoneses e exige 200 milhões de dólares para libertá-los

O governo brasileiro condenou hoje (22) o sequestro de dois japoneses pelo Estado Islâmico (EI), que ameaça matá-los, caso o governo japonês se recuse a pagar R$ 520 milhões pelo resgate. Em um vídeo divulgado na terça-feira (20), o grupo terrorista exigiu o pagamento em 72 horas.

“O governo brasileiro condena com veemência o sequestro de dois cidadãos japoneses no Oriente Médio e faz votos para que sejam libertados rapidamente. O governo brasileiro manifesta seu sentimento de solidariedade aos familiares e ao povo e governo do Japão e reitera seu repúdio à violência e ao terrorismo, independentemente de suas motivações”, informou o Itamaraty por meio de nota.

No mesmo dia em que o vídeo foi divulgado, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, exigiu a libertação dos reféns e afirmou que o governo não pagará o resgate. Shinzo Abe disse que comunidade internacional não vai ceder ao terrorismo e deve cooperar na luta contra esta ameaça.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave