América derrota Villa Nova em jogo-treino

Visando à disputa do Mineiro, equipes fizeram testes no CT Lanna Drumond e donos da casa se saíram melhor

iG Minas Gerais | Antônio Anderson |

O América venceu o Villa Nova por 3 a 1, ontem, nesta quarta, no CT Lanna Drumond, em jogo-treino que serviu como preparação das equipes para a disputa do Campeonato Mineiro. O Leão do Bonfim saiu na frente com um gol do atacante Diego Clementino, mas o Coelho conseguiu a virada com os atacantes Rodrigo Silva (2) e Diney.

O América no primeiro tempo foi escalado pelo técnico Givanildo Oliveira com João Ricardo; Robertinho, Wesley Matos, Anderson Conceição e Bryan; Leandro Guerreiro, Thiago Santos, Henrique e Mancini; Felipe Amorim e Rodrigo Silva. O Villa Nova do técnico Wellington Fajardo entrou em campo com Thiago Braga; Edvan, Danilo Costa; Clayton e Toledo; João Paulo, Michel Elói, Marcelo Rosa e Gabriel Davis; Michel Douglas e Diego Clementino.

Com a equipe que provavelmente deverá estrear no Campeonato Mineiro contra o Guarani de Divinópolis, o América começou a partida encontrando dificuldades na marcação e na armação de jogadas. O Villa Nova, que já treina desde dezembro e havia realizado quatro jogos-treino, tinha melhor entrosamento e conseguia chegar com perigo ao ataque.

A equipe de Nova Lima abriu o placar aos 6 min com o atacante Diego Clementino. Aos poucos, o América foi se acertando em campo e conseguiu o empate ao 25 min com o atacante Rodrigo Silva após cruzamento de Mancini. A virada americana veio aos 32 min, novamente com Rodrigo Silva se aproveitando de nova jogada de Mancini.

No segundo tempo, Givanildo Oliveira trocou toda a escalação do América, que passou a contar com oito jogadores formados na categoria de base. Entraram o lateral-direito Patrick, o zagueiro Messias, o lateral-esquerdo Xavier, os volantes David Silva e Luís Felipe, o meia Renato Silva e os atacantes Sávio e Rubens. Chegando em velocidade ao ataque, o Coelho ampliou a vantagem aos 2 min com um gol de Diney.

No Villa Nova o técnico Wellington Fajardo também promoveu várias mudanças para dar ritmo de jogo aos atletas e observar o elenco. Entraram o goleiro Diónatan, os laterais Elzébio e Raplph, os zagueiros Lídio e Elder, os jogadores de meio-campo Thiago Mariano e Kaká e os atacantes Rafael Gomes e Humberto.

Leia tudo sobre: américavilla novajogo-treinocoelhogivanildo oliveirarodrigo silva