Irã presta homenagem a general morto em ataque israelense

O general Mohamad Ali Allahdadi, membro dos Guardiões da Revolução, morreu no domingo em um ataque aéreo israelense em Quneitra

iG Minas Gerais | AFP |

Iranianos prestam homenagens a general morto em ataque israelense
AFP
Iranianos prestam homenagens a general morto em ataque israelense

Milhares de pessoas prestaram homenagem nesta quarta-feira a um general iraniano morto em um ataque israelense na Síria, enquanto um comando militar advertiu Israel de que será punido pela morte.

O general Mohamad Ali Allahdadi, membro dos Guardiões da Revolução, morreu no domingo em um ataque aéreo israelense em Quneitra, no Golã sírio, contra o Hezbollah xiita libanês, que deixou seis mortos.

O Hezbollah e o Irã, inimigos de Israel, apoiam o regime sírio em sua guerra contra os insurgentes e os jihadistas.

O funeral do general foi realizado em Teerã, em uma base dos Guardiões da Revolução, exército de elite do regime, constataram jornalistas da AFP.

"A trajetória do mártir Allahdadi não pode parar e continuará até a libertação de Jerusalém e a destruição do regime sionista", afirmou o chefe dos Guardiões da Revolução, o general Mohammad Ali Jafari, citado pela agência Irna.

Segundo o general Jafari, os militares estavam na Síria para "restaurar a segurança e a paz no país".

Um dia antes, o general Jafari disse em um comunicado que "os sionistas devem sofrer com raios devastadores".

Os Guardiões da Revolução vão continuar a "apoiar os muçulmanos da região, até a completa eliminação desta fonte de corrupção", acrescentou.

Após a cerimônia, a multidão elogiou o "soldado da nação" e acompanhou o caixão pedindo a morte de Israel.

O general será enterrado na quinta-feira de manhã.

De acordo com uma fonte de segurança de Israel, o ataque teve como alvo "elementos terroristas" acusados de preparar ataques contra o Estado judeu.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave