Começam negociações históricas entre EUA e Cuba em Havana

A reunião de dois dias estará voltada nesta quarta-feira a temas migratórios e na quinta-feira ao restabelecimento das relações

iG Minas Gerais | AFP |

AP Photo/Pablo Martinez Monsivais
undefined

As primeiras negociações de alto nível em décadas entre Estados Unidos e Cuba começaram nesta quarta-feira em Havana com o objetivo de abordar assuntos migratórios e preparar a normalização das relações diplomáticas e a reabertura de embaixadas após meio século.

A reunião começou na presença da imprensa às 09h00 locais (12h00 de Brasília) em um salão do Palácio de Convenções de Havana, cinco semanas depois da histórica reconciliação anunciada pelos presidentes Barack Obama e Raúl Castro. A sessão prosseguirá a portas fechadas.

A reunião de dois dias estará voltada nesta quarta-feira a temas migratórios e na quinta-feira ao restabelecimento das relações, com a participação da subsecretária de Estado para o hemisfério ocidental, Roberta Jacobson, a funcionária americana de mais alto escalão a visitar a ilha em 35 anos.

"Nossa mudança de política em relação a Cuba tem o potencial para terminar com um legado de desconfiança em nosso hemisfério", declarou na terça-feira o presidente Obama em seu discurso sobre o Estado da União ao se referir à aproximação com a ilha, celebrada pelo mundo inteiro.

"Cuba vai a estas negociações com um espírito construtivo, de diálogo, de respeito, sem prejuízo de sua soberania", antecipou um funcionário da chancelaria cubana.

Nesta quarta-feira a delegação americana é liderada pelo adjunto de Jacobson, Edward Alex Lee.

Nos dois dias Cuba estará representada pela diretora do departamento de Estados Unidos da chancelaria cubana, Josefina Vidal.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave