Luan avalia mudança tática com saída de Tardelli e chegada de Pratto

Para avante, time alvinegro ganha com a entrada do finalizador argentino e deixa de ser 'bagunçado'

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Luan quer ser mais do que o
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Luan quer ser mais do que o "Menino Maluquinho" da Massa

Aos poucos, o técnico Levir Culpi vai dando uma remodelada na equipe do Atlético com a saída de Diego Tardelli e a entrada de Lucas Pratto na equipe principal. Para Luan, estas alterações darão fim à "bagunça" que era vista na Copa do Brasil, competição na qual o Galo atuou sem um atacante fixo, apostando muito na movimentação ofensiva.

"Muda aquela bagunça. Vinha desde 2013 com o Cuca. O Levir pede para eu jogar pela direita; para não atravessar. O Tardelli vinha pela direita, pela esquerda e a gente fazia aquela bagunça. Com o Pratto ele é mais centralizado e mais finalizador. A gente perde um pouco da mobilidade, mas ganha no tático. Tardelli organizava às vezes de trás. Eu faço isso, o Dátolo faz isso. Não podemos lamentar a perda do Tardelli e sim dar confiança a quem está aqui com a gente", afirmou o meia-atacante.

Luan ressalta que a ajuda do amigo Dátolo é de suma importância para a comunicação mais direta e clara com Lucas Pratto.

"O Lucas (Pratto) é diferente do Tardelli, que tem mais velocidade. O Lucas é o finalizador da equipe agora. A gente vem conversando sobre o jeito do time jogar. O Dátolo passa bastante coisa para ele", comentou Luan.

Para a partida desta quarta-feira, Levir Culpi tende a mandar a equipe testada na segunda e terça-feira: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Donizete, Rafael Carioca, Dátolo, Luan e Carlos; Pratto.

Leia tudo sobre: luanatleticogaloprattotardellifutebolbagunçataticamudança