Carpinteiro sai melhor do que o previsto

Uma semana depois, eu e meu namorado chamamos Andy de novo, para trocar as molas das cadeiras da sala de jantar

iG Minas Gerais | Henry Alford |

Nova York. Simpático e altão, Andy chegou com um cinto de ferramentas e talvez seja o homem mais bonito que já entrou no meu apartamento. Logo depois de ele ter chegado, eu me lembrei, meio envergonhado, de que no meu anúncio havia a seguinte frase: “Tem água jorrando das alças da minha banheira”. Metódica e rapidamente, Andy consertou quatro dobradiças e a gaveta de uma escrivaninha em apenas uma hora. Bum!  

E confessou que não sabia mexer nas tais alças, nem os azulejos soltos do banheiro, mas, no dia seguinte, quando o TaskRabbit pediu minha avaliação, escrevi: “Aí está um homem que trouxe alegria à nossa casa”.

Uma semana depois, eu e meu namorado chamamos Andy de novo, para trocar as molas das cadeiras da sala de jantar. Meio ansioso por reencontrar aquele homem tão bonito, me peguei limpando o apartamento. Uma hora depois, comentei: “Vi no Twitter que você se identificou como ator cristão. Cristão e carpinteiro: é um peso e tanto”. Ao que Andy respondeu: “Não sou Jesus Cristo”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave