Projeto de câmeras em provas do Detran não saiu do papel

De acordo com o projeto, as câmeras filmarão as provas de direção e as imagens serão monitoradas em uma central pelo Detran-MG

iG Minas Gerais | Luciene Câmara |

O projeto para implantação de um sistema de videomonitoramento nos carros de autoescolas não avançou em Belo Horizonte. Em setembro de 2013, câmeras de um fornecedor de São Paulo chegaram a ser testadas pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) em dez veículos. A expectativa era que a tecnologia começasse a ser usada em dezembro daquele mesmo ano, para coibir fraudes em provas de direção e garantir mais transparência ao serviço.  

O Detran-MG informou que avalia novas tecnologias e que ainda “neste ano” deve colocar o projeto em prática. O presidente do Sindicato dos Proprietários de Centros de Formação de Condutores de Minas, Rodrigo Fabiano da Silva, afirma que a tecnologia teria utilidade pedagógica e traria mais transparência. “Os vídeos podem ser mostrados aos alunos nas aulas de direção para que eles entendam como funciona”.

De acordo com o projeto, as câmeras filmarão as provas de direção e as imagens serão monitoradas em uma central pelo Detran-MG. As autoescolas seriam as responsáveis por instalar os aparelhos, orçados em até R$ 1.500 cada. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave