Homem furta casa, dorme abraçado com pote de sorvete e é preso

Suspeito foi encontrado pelos moradores dormindo no quintal da casa; ele só acordou com a chegada da polícia

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Universitária compartilhou fotos do suspeito dorminhoco nas redes sociais
Reprodução/Facebook
Universitária compartilhou fotos do suspeito dorminhoco nas redes sociais

Uma família de Sete Lagoas, na região Central do Estado, levou um tremendo susto na manhã de segunda-feira (19) após acordarem e descobrirem que um ladrão estava dormindo no quintal da casa. Abraçado em um pote de sorvete roubado da geladeira, o suspeito de 26 anos chegou a ser cutucado por um dos moradores, mas só levantou com a chegada da Polícia Militar (PM). 

Segundo a namorada do filho da proprietária, uma universitária de 21 anos, ela dormia na casa localizada no bairro Canaã quando foi acordada pela sogra. "Ela estava saindo cedo para ir para a academia e, quando olhou pela varanda do quarto, no segundo andar, viu o homem deitado no jardim", lembrou a jovem. 

Desesperada, a mulher foi até o quarto do filho e o chamou. "Meu namorado foi lá, tentou acordar ele, e nada. Até então pensamos que fosse apenas um mendigo, mas reparamos que ele estava com um pote de sorvete e fomos verificar se faltava algo. O quarto lá de baixo estava todo revirado e a janela arrombada. Ele comeu várias coisas da geladeira, deitou na rede, fez a festa mesmo", contou. 

Prisão

Ainda de acordo com a universitária, só então eles acionaram a PM, que chegou na casa cerca de 20 minutos depois. "A gente ficou observando do segundo andar e ele continuou dormindo como se estivesse em uma cama, mexendo de um lado para outro. Foi uma coisa surreal mesmo. Só levantou para ser detido", disse a universitária.

Na mochila do suspeito, a polícia encontrou uma cueca, desodorante e uma máquina de barbear. O dorminhoco também havia separado um grill elétrico para levar da casa. "Compartilhei no Facebook por causa do quanto foi estranho, mas também porque soubemos que ele já está solto. É até um alerta caso alguém ache alguém dormindo no quintal", brincou a jovem. 

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito não foi preso em flagrante pelo furto porque quando ele chegou na delegacia não havia nenhuma vítima ou testemunha para representar pelo crime no local. Como somente na parte da tarde a proprietária prestou depoimento, o delegado instaurou um inquérito para investigar o caso.

Leia tudo sobre: PRESOLADRÃODORMINDOQUINTALCASASETE LAGOASBAIRRO CANAÃDORMINHOCOABRAÇADOPOTE DE SORVETE