Ex-marido de professora desaparecida é liberado após cinco dias preso

Mulher de 32 anos sumiu de casa há 17 dias; homem teria entrado em contradições durante conversa com a polícia

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Claudineia trabalha para a Prefeitura de Ninheira
FACEBOOK / REPRODUÇÃO
Claudineia trabalha para a Prefeitura de Ninheira

O ex-marido da professora de Ninheira, no Norte de Minas, que está desaparecida há 17 dias, saiu da prisão nessa segunda-feira (19). Ele foi liberado após passar cinco dias preso depois de cair em contradições sobre o sumiço da mulher de 32 anos.

Por meio da assessoria de imprensa da Polícia Civil e sem entrar em detalhes, o delegado de São João do Paraíso, Everson Francisco de Moura, que está à frente do caso, informou que durante as investigações foi necessário prender o homem, que não teve o nome e a idade revelados.

No dia do desaparecimento de Claudineia Rocha Bandeira, o ex tinha saído com a filha dos dois, uma criança de 10 anos. Na versão apresentada por ele, quando pai e filha chegaram ao imóvel não encontraram mais a professora.

Ainda não há pistas sobre Claudineia, que também coordena a creche da cidade. Quem tiver informações sobre o paradeiro da professora pode entrar em contato pelo telefone 181

Leia tudo sobre: desaparecimentoninheiraprofessoraex-marido