Servidor público é suspeito de manter 21 pássaros em cativeiro

Homem de 45 anos é funcionário da prefeitura de Nazareno, segundo a Polícia Militar do Meio Ambiente; ele não foi localizado na cidade

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Animais estavam em gaiolas, penduradas em uma parede
Polícia Militar do Meio Ambiente/Divulgação
Animais estavam em gaiolas, penduradas em uma parede

Após denúncia, a Polícia Militar do Meio Ambiente encontrou 21 pássaros da fauna silvestre brasileira, sem autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Nazareno, região Central de Minas Gerais, nessa segunda-feira (19).

Os animais estavam em uma casa, na rua Pierre de Cartiano, e seriam de um funcionário da prefeitura da cidade, um homem de 45 anos. No local, os policiais encontraram o portão da residência semiaberto. Os pássaros estavam em gaiolas, pendurados em uma parede.

Foram apreendidos dois trinca-ferros, oito azulões, dois sabiás, um pássaro preto, um boiadeiro, dois pintassilgos, dois bicos de lacres, um estrelinha e dois cabecinhas preta.

As aves estavam acondicionados em 11 gaiolas de madeiras, duas gaiolas de arame, três gaiolas de madeira com arame, um viveiro grande de arame e ainda uma tela para apanha de pássaro, uma carregadeira e dois alçapões.

O servidor público suspeito de manter os animais não foi localizado na cidade.