Reencontro expõe subjetividade e exorta descobertas de amigos

“Prazer”, da Cia. Luna Lunera, entra novamente em cartaz a partir de amanhã, no Teatro Bradesco

iG Minas Gerais | Vinícius Lacerda |



Espetáculo é inspirado em fragmentos da obra de Clarice Lispector
ADRIANO BASTOS
Espetáculo é inspirado em fragmentos da obra de Clarice Lispector

Depois de passar por diversas capitais brasileiras e completar mais de cem apresentações, a peça “Prazer”, da Cia. Luna Lunera, volta ao cartaz a partir de amanhã, no Teatro Bradesco, como parte da programação da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança.

Surgida de um impulso dos integrantes da companhia e de um trecho do livro “Uma Aprendizagem ou Livro dos Prazeres”, de Clarice Lispector, a peça mostra o reencontro entre quatro amigos. “Eles eram muito próximos na juventude e achavam que a amizade seria eterna. Ao mesmo tempo, todos nós estamos no período entre 30 e 40 anos, no qual o sentido atribuído às coisas – inclusive as relações – acaba mudando”, conta o ator Odilon Esteves.

Assim como Lóri, protagonista do livro de Lispector, os personagens expõem angústias que os levam a descobertas sobre as próprias vidas. “Se existe um parte da obra de Clarice muito melancólica, há outra que fala de pequenas epifanias do cotidiano, mostrando como podemos nos surpreender com coisas simples. Foi essa parte que nos influenciou”, afirma o ator.

Na temporada que se inicia, Cláudia Correa passa a interpretar a personagem antes vivida por Isabela Paes, que recentemente tornou-se mãe. A substituição, conta Esteves, representa apenas uma das mudanças que vêm acontecendo na peça. “Quando estreamos em São Paulo, em 2012, ainda estávamos no processo de criação. A dramaturgia que queríamos só ficou pronta quando estreamos em Belo Horizonte, no CCBB. Mesmo assim, continuamos a trabalhar as questões do texto. Com a mudança das atrizes, há também uma mudança de energia, que influencia na configuração. Mas, em geral, estamos numa etapa muito feliz”, relata.

Contribui para isso o fato de estarem dentro da Campanha. “Assim como ‘Aqueles Dois’ – outra peça do grupo que também participa desta edição do evento –, criamos um espetáculo prezando sempre uma pesquisa de linguagem e uma construção dramatúrgica que seja coerente com a ética do grupo, mas também nos preocupamos em estabelecer uma comunicação ampla com público, que é para quem o teatro é feito”, diz Esteves.

Agenda

O quê. “Prazer”

Quando. De quarta a sábado, às 20h; domingo, às 19h

Onde. Teatro Bradesco (rua da Bahia, 2.244, Lourdes)

Quanto. R$ 15 (inteira)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave