Taylor, baterista do Crosby, Stills, Nash & Young morre aos 66 anos

Músico, que acabou demitido da banda após o segundo álbum, teve que passar por um transplante de fígado em 1990, por causa de problemas com álcool

iG Minas Gerais | Folhapress |

Morreu neste domingo (18) o baterista da primeira formação da banda Crosby, Stills, Nash and Young, Dallas Taylor, de 66 anos. "Esta manhã, às 2h30, perdi o amor da minha vida, Dallas W. Taylor", escreveu sua mulher, Patti McGovern em sua conta no Facebook. A causa da morte não foi divulgada.

Nascido em Denver, Colorado, Taylor tocou primeiro na banda de rock psicodélico Clear Light, nos anos 1960. Quando o grupo atingiu algum sucesso com o single "Black Roses", de 1967, o baterista foi recrutado por Crosby, Stills & Nash para tocar em seu álbum de estreia, lançado em 1969 e o subsequente "Déjà Vu" (já com Neil Young, em 1970).

Taylor também tocou com a banda em sua apresentação no festival de Woodstock, em 1969. Mesmo em uma época em que o consumo de drogas era comum na indústria da música, o vício de Taylor sobressaia. Segundo o jornal "Los Angeles Times", o músico disse em uma entrevista que Keith Moon, o baterista do The Who considerado um dos maiores "bad boys" do rock, havia dito que ele "usava drogas demais".

O músico, que acabou demitido da banda após o segundo álbum, teve que passar por um transplante de fígado em 1990, por causa de problemas com álcool. Em 2007, sua esposa lhe doou um rim.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave