Africano que estudava na UFOP morre afogado em cachoreira de Mariana

Universidade publicou nesta segunda-feira (19) uma nota de pesar em respeito a morte do estudante

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Jovem de Guiné-Bissau que estudava na UFOP morre afogado em cachoeira de Mariana
Reprodução / Facebook
Jovem de Guiné-Bissau que estudava na UFOP morre afogado em cachoeira de Mariana

O estudante africano Braima Mané, de 24 anos, que cursava Ciências Econômicas na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), morreu após se afogar em uma cachoeira localizada na cidade de Mariana, na região Central do Estado, nesse domingo (18). O jovem é natural da cidade de Guiné Bissau, na África, e desde 2010 mora no Brasil, onde dava seguimento aos estudos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o estudante e um grupo de colegas se juntaram para ir até a Cachoeira da Serrinha. No local, Mané subiu em uma pedra e, em seguida, pulou na água.

Amigos contaram aos militares que a vítima não sabia nadar e que após o pulo, ele teria se debatido na água e ficado desacordado. Os militares foram acionados, mas resgataram o estudante já sem vida.

Nesta segunda-feira (19), a UFOP publicou em seu site na internet uma nota de pesar pela morte do estudante, que era vinculado ao Programa Estudante Convênio de Graduação (PEC-G).

Balanço

Desde de o início dia 1º de janeiro até a tarde desse domingo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais registrou 39 mortes por afogamentos.

O balanço aponta uma queda 27 mortes em relação ao mesmo período do ano passado, quando a corporação registrou 66 casos.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave