Apagão atinge parte da Grande SP e Rio; linha do metrô é prejudicado

O problema no fornecimento de energia no metrô começou por volta das 14h30 e fez com que os trens trafegassem com velocidade reduzida e maior tempo de parada

iG Minas Gerais | Folhapress |

Parte das regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro registram um apagão na tarde desta segunda-feira (19). De acordo com a Eletropaulo, o problema ocorre após a ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) determinar um corte de mais de 700 Megawatts na distribuição de energia em toda a rede. Internautas relataram problemas com energia em Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná.

Segundo a Cemig ainda não se sabe o que causou as quedas de energia na Grande BH, mas a empresa responsável pela distribuição em Minas Gerais confirmou ter recebido o pedido da ONS.

A empresa, responsável pelo fornecimento de energia na Grande SP, afirmou ainda que isso já afeta clientes porque uma das fases, capaz de fazer funcionar equipamentos mais potentes, chega mais fraca. Não há informação de quantos clientes foram afetados pelo problema até as 16h.

METRÔ

A falha de energia fechou de parte da linha 4-amarela do metrô de São Paulo. Segundo a assessoria da Via Quatro, concessionária responsável pela linha 4-amarela, o problema foi causado por uma falha de energia e passageiros chegaram a acionar os botões de emergência e descer nos trilhos.

O problema no fornecimento de energia no metrô começou por volta das 14h30 e fez com que os trens trafegassem com velocidade reduzida e maior tempo de parada. A Via Quatro afirmou não ter informações de trens parados ou de ar-condicionado desligado. As demais linhas do metrô não tiveram problema.

Apesar disso, os passageiros que estavam nos trens acionaram os botões de emergência e desceram nos trilhos, com isso, a operação foi paralisada em toda a linha. Minutos depois, no entanto, ela foi retomada entre as estações Paulista e Butantã. Por volta das 15h50, as estações Luz e República continuavam se operar na linha 4-amarela.

A Via Quatro afirmou no horário que fazia varredura para localizar possíveis passageiros nos trilhos e que não havia previsão de normalização.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave