Defesa de suspeito de atropelar seis diz que ele vai se apresentar

Delegado já começou a ouvir as testemunhas e vítimas; advogado de suspeito ligou para delegado e manifestou interesse do motorista em se apresentar ainda não há data para que isso ocorra

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

Acidente foi no KM 63 da LMG-758
PM/Divulgação
Acidente foi no KM 63 da LMG-758

A Polícia Civil começou a ouvir nesta segunda-feira (19) as testemunhas e vítimas do acidente em Belo Oriente, no Vale do Aço que deixou seis pessoas mortas e outras seis feridas. O motorista que conduzia o veículo, Newton Paiva da Silva, de 55 anos, ex-secretário de Obras da cidade, fugiu sem prestar socorro às  vítimas. O advogado dele entrou em contato com o delegado Thiago Alves Henrique e manifestou interesse do suspeito de se apresentar. 

De acordo com  assessoria de imprensa da  polícia, o advogado ainda não marcou o dia e horário para a apresentação do suspeito. O delegado informou que quer ouvi-lo somente depois de colher o depoimento das testemunhas e vítimas. Por meio da assessoria de imprensa, o delegado informou que não irá falar com a imprensa nesta segunda por causa dos depoimentos.

O acidente ocorreu por volta das 20h30 da última sexta-feira (16). As vítimas conversavam em frente uma casa na Vila Gomes, às margens da LMG 758 n altura do KM 63, quando foram atropeladas por um Ford Fusion. Um dos feridos no acidente contou para a Polícia Militar que Silva tentou fazer uma ultrapassagem irregular em alta velocidade e acabou atingindo os moradores. 

No acidente morreram: Irani Simões Bittencourt, de 39 anos, e a filha Ana Letícia Simões Ferreira, 16; Maria Piedade Assis, 65, e Eni Aparecida de Assis, 46, também mãe e filha; mais Ronaldo Gomes Ferreira, 33; e Maria Gomes Roque, 67.

Outras três pessoas ficaram feridas e foram socorridas para o hospital Marcio Cunha de Ipatinga, no Vale do Aço. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital,   um adolescente de 16 anos, que também foi atropelado junto da família está internado em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital. Outras duas pessoas que ficaram internadas no hospital receberam alta no último sábado. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave