Taxista e filha de 5 anos são encontrados carbonizados na Zona da Mata

Homem saiu de casa, em Bom Jardim de Minas, para fazer uma corrida e levou a filha; corpos e carro foram encontrados em cidades diferentes

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Vítimas saíram de casa no último sábado (17)
FACEBOOK / REPRODUÇÃO
Vítimas saíram de casa no último sábado (17)

A morte de um taxista de 40 anos e da sua filha de apenas 5 chocou os moradores da pequena cidade de Bom Jardim de Minas, na Zona da Mata mineira. Os corpos do pai e da criança foram encontrados nesse domingo (18) carbonizados em outra cidade.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, nesse sábado (17), Natael José Landim recebeu uma ligação solicitando uma corrida. Por motivo ainda desconhecido, ele saiu de casa e levou a filha, identificada como Gabriela Landim, para o trabalho. Depois disso, eles não foram mais vistos.

Já nesse domingo, o Fiat Uno da vítima foi encontrado totalmente queimado no povoado de Manejo, na zona rural de Lima Duarte, a cerca de 50 quilômetros da cidade que as vítimas moravam.

Através da placa do veículo foi possível chegar ao nome de Landim. Policiais de Lima Duarte entraram em contato com a equipe de Bom Jardim de Minas e descobriram que o dono do automóvel havia desaparecido. Próximo ao Fiat Uno foi encontrada uma garrafa Pet vazia com odor de gasolina.

Durante o registro da ocorrência do carro incendiado, a equipe recebeu a informação que dois corpos haviam sido encontrados carbonizados em uma estrada de terra perto de Santa Bárbara do Monte Verde, a 20 quilômetros de Lima Duarte.

Os corpos estavam cobertos com tapetes do carro e envolvidos em pneus. Familiares de Landim e Gabriela estiveram no local e identificaram as vítimas. Após os trabalhos da perícia, os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) da região. Ainda não há informações dos horários de velórios e sepultamentos.

A autoria e motivação dos crimes são um mistério. Como a ocorrência envolveu três cidades, ainda não qual equipe da Polícia Civil ficará responsável pelo caso.