Para se cacifar, Ivair Nogueira ensaia candidatura na ALMG

Enquanto isso, Adalclever ganha a tranquilidade da aceitação oposicionista. Um tucano foi questionado por que o partido não lança candidato

iG Minas Gerais |

Sem qualquer chance diante do quase consenso em torno do nome de Adalclever Lopes (PMDB) ao comando da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o deputado estadual Ivair Nogueira, do mesmo partido, articula nos bastidores e ameaça lançar sua candidatura à presidência da Casa. Mesmo que hoje o nome do colega tenha a aceitação até mesmo da oposição, Ivair quer seguir adiante. Peemedebistas garantem que o objetivo é apenas ganhar mais poder para negociar dentro do partido e quem sabe até abocanhar algum outro cargo na Mesa Diretora. A avaliação é de que ele não tem força política para unir a Assembleia. A candidatura seria um tiro de festim.

A aposta de todos é que, em algum momento, mais próximo à eleição, ele aceitará retirar a candidatura em troca de algum benefício. Ivair é membro de uma ala de insatisfeitos com o vice-governador Antônio Andrade, em uma luta por espaços no governo.

Um dos deputados do PMDB ouvidos pela coluna afirma que “a chance de Ivair conseguir algum voto é zero”. Para ele, o objetivo do colega “é só mostrar insatisfação”.

Outro parlamentar que pediu para não ter o nome divulgado diz que Ivair tem com ele alguns outros membros do partido, mas que “é muito difícil que ele consiga algum apoio”. A maior parte dos aliados de Ivair é de políticos sem mandato no Legislativo.

Enquanto isso, Adalclever ganha a tranquilidade da aceitação oposicionista. Um tucano foi questionado por que o partido não lança candidato. “Quando éramos governo, tínhamos 51 deputados. Acha que agora temos condições de lançar um nome? O poder mudou de lado”, disse, com saudade.

Rédea curta A agenda da presidente Dilma Rousseff dá a clara ideia de que o Ministério da Fazenda começa o governo com pouca autonomia. O que parece é que Joaquim Levy, por enquanto, anda precisando explicar a Dilma Rousseff (PT) tudo o que está fazendo. Só assim para justificar o fato de que, na última semana, foi três vezes à sala da presidente para audiências marcadas. Dilma se encontrou com ele na segunda, na terça e na sexta-feira. Raríssimo ver um ministro aparecer tantas vezes por lá. Outra explicação é que os cortes orçamentários podem estar dando mais trabalho do que o imaginado.

PRB esportivo Durante a semana, foi confirmada a troca no comando da Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura de Juiz de Fora. A mudança se deu em negociação entre o prefeito Bruno Siqueira (PMDB) e o ministro do Esporte, George Hilton (PRB). Como o Aparte já havia realçado, o partido busca garantir as secretarias relacionadas à pasta pelo interior, após assumir o posto no governo federal e no estadual. O novo titular do Esporte em Juiz de Fora, ex-vereador e pastor Carlos Bonifácio (PRB), seguiu a linha de Hilton: já chegou dizendo que não tem conhecimento profundo do assunto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave