Papel para resgatar valores

Gabriela Durlo viverá Eliseba, cunhada de Moisés em “Os Dez Mandamentos”, próxima produção bíblica da Record

iG Minas Gerais | raquel rodrigues |

Relação. Gabriela conta que contato com objetos da época da trama facilitam a concepção da personagem
CZN
Relação. Gabriela conta que contato com objetos da época da trama facilitam a concepção da personagem

Gabriela Durlo vê o início de todo trabalho como uma incógnita. Em “Os Dez Mandamentos”, a atriz dará vida à cunhada de Moisés, vivido por Guilherme Winter, além de ser esposa de Arão, interpretado por Petrônio Gontijo. Mesmo com poucos capítulos nas mãos, ela já começa a moldar sua Eliseba, uma mulher forte e de muita fé. “Apesar das dificuldades de ser escrava, Eliseba acredita que tem de passar por tudo isso porque uma coisa muito maior está por vir. Então, essa fé inabalável é o que une toda a família”, explica. Apesar de confiante, Gabriela percebe a dificuldade em contar uma história bíblica por passar em uma época tão distante. E afirma que, se decidissem explorar todos os detalhes, não passariam a narrativa de forma convincente. Focando principalmente em um resgate de valores como fé, família e amor, a novela aborda a libertação do povo hebreu, que se apega a esses pilares para sobreviver. “Esses valores são coisas triviais, que a gente esqueceu nessa loucura do mundo moderno e que precisam ser resgatadas”, afirma.

Durante a preparação, Gabriela teve aulas de história para se situar sobre a passagem de tempo e também sobre o Egito daquela época. Além disso, junto com o elenco do folhetim, participou de workshops para aprender a se relacionar com os objetos de cena. “São objetos muito diferentes do nosso dia a dia. Naquela época, não havia nenhum desses utensílios de agora. Foi importante ter esse tipo de contato para dar uma vivência de cena e tornar tudo mais real”.

A trama, escrita por Vivian de Oliveira, terá quatro fases. A primeira e a última são curtas, predominando por maior parte do folhetim as fases intermediárias. A personagem de Gabriela vai dos 25 aos 50 anos e a atriz comemora o fato de não precisar alongar o cabelo, inicialmente, para viver Eliseba. “Não tive de fazer nenhuma mudança no visual para essa novela. Ainda bem que não cortei o cabelo porque já tive experiência com aplique uma vez fazendo ‘A História de Ester’ e sofri muito”, lembra. Entretanto, na fase mais velha da personagem, a atriz precisará do aplique, mesmo que por um curto período de tempo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave