Dudu diz que pode comemorar gol tirando o chapéu contra rivais

Meia-atacante esteve na mira de Corinthians e São Paulo, mas acabou acertando com o Palmeiras

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Dudu é apontado como uma das grandes contratações do Palmeiras para a temporada
Reprodução Instagram
Dudu é apontado como uma das grandes contratações do Palmeiras para a temporada

No futebol, a palavra "chapéu", além de ser um drible em que a bola passa por sobre a cabeça do adversário, também serve para explicar o que acontece quando um clube leva a melhor sobre outro em uma disputa por uma contratação.

 

"Quem sabe não comemoro tirando o chapéu quando marcar contra São Paulo o Corinthians", disse o atacante Dudu, em sua primeira entrevista como palmeirense.

Dudu e Kelvin, também atacante, foram apresentados neste sábado (17), antes do amistoso contra o Shandong Luneng (CHN), como jogadores do Palmeiras. Dudu assinou contrato por quatro anos. Kelvin, 21, veio por empréstimo de um ano do Porto, de Portugal.

Depois de conceder entrevista coletiva, a dupla foi ao gramado, onde saudou o público. Dudu, 23, que foi objeto de disputa entre o próprio Palmeiras, o São Paulo e o Corinthians, comentou a controvérsia.

Especialmente o fato de ter chegado a declarar que gostaria de jogar pelo Corinthians, quando os dois rivais disputavam sua contratação.

"Meu empresário falou que eu estava mais perto do Corinthians e eu falei aquilo", disse o jogador, que respondeu muitas vezes sobre o tema. Em uma terceira resposta, sobre quem teve a ideia de mencionar o Corinthians, o jogador afirmou ter sido ele mesmo.

"Houve um pouco de instrução, mas foi mais da minha cabeça", disse Dudu, que vai vestir a camisa 7 no Palmeiras. Em relação à chegada ao Palmeiras, o atacante disse que a conversa com o diretor Alexandre Mattos foi fundamental.

"Ele disse que eu seria bem tratado aqui, e que o fato de o time não disputar a Libertadores não seria um problema", disse.

Leia tudo sobre: DuduPalmeiraschapéufutebolCorinthians