Real Madrid não está cansado, garante Ancelotti

Mau momento, de acordo com a imprensa espanhola, seria devido ao desgaste físico pela maratona de jogos no final de 2014

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Ancelotti confia no rendimento físico de seus atletas
SITE OFICIAL/DIVULGAÇÃO/REAL MADRID
Ancelotti confia no rendimento físico de seus atletas

Dos quatro jogos que disputou neste ano, o Real Madrid venceu apenas uma vez. Isso tem resultado num desconforto para a equipe, que já recebe críticas, após meses de paz, após ter realizado uma campanha perfeita na Liga dos Campeões, ter alcançado a liderança no Campeonato Espanhol e o título mundial.

O mau momento, de acordo com a imprensa espanhola, seria devido ao desgaste físico pela maratona de jogos no final de 2014, resultando um rendimento ruim agora em janeiro. Mas o técnico Carlo Ancelotti nega essa hipótese. Para ele, o time não está cansado. “A equipe está bem. Temos que melhorar a condição de algum jogador e vamos aproveitar estas três semanas para melhorar o físico. Cristiano, por exemplo, está muito bem. Não preciso fazer trocas. Os rodízios não são indispensáveis. São importantes para mudar algum jogador se está cansado, mas não vejo cansaço. Não vejo falta de atitude e nem cansaço”, falou aos jornalistas.

A ideia de que o time poderia estar cansado vem do fato das demais equipes espanholas terem parado suas atividades ainda na primeira quinzena de dezembro, enquanto o Real Madrid foi jogar no Marrocos o Mundial de Clubes, onde venceu o Cruz Azul e o San Lorenzo. Em seguida, também não descansou. Viajou para compromissos comerciais em Dubai, onde realizou um amistoso contra o Milan, em que perdeu. Em seguida, perdeu de novo, desta vez para o Valencia e para o Atlético de Madrid, antes de vencer o Espanyol e finalmente empatar com os Colchoneros na última quinta, resultando na sua eliminação da Copa do Rei.

Ancelotti negou os comentários de que haveria insatisfação do presidente do time, Florentino Pérez, com a queda diante do rival Atlético de Madri, garantindo que “todos no clube estão tristes”. O treinador mostrou confiança ao considerar o desempenho da equipe nos últimos jogos como satisfatório e minimizou a falta que Modric, que, lesionado, faz falta no meio de campo.

“Neste começo de janeiro não fomos bem, mas não demos sintomas de dificuldade. Tivemos apenas pequenos problemas que vamos resolver nos próximos jogos”, disse o técnico. O Real Madrid volta a campo neste domingo, quando enfrentará o Getafe, pela 19ª rodada do Campeonato Espanhol.