'Sessão de gala' do Cruzeiro promete recorde de venda de camisas

De acordo com presidente celeste, cem mil camisas, número recorde, serão colocadas à venda no primeiro trimestre

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Sexta-feira, fim do expediente, nada melhor que um cinema. E em cartaz, a apresentação do novo uniforme do Cruzeiro, em uma sessão de gala realizada em um shopping da região centro-sul da capital mineira, com desfiles de ídolos do passado e do presente celeste, além de toda a cúpula, entre eles o presidente Gilvan de Pinho Tavares. O dirigente resolveu dar uma trégua em seu incessante trabalho por reforços para prestigiar o evento.

"Em busca de novas estrelas" foi o nome do vídeo de pouco mais de dois minutos exibido pelo departamento de marketing celeste, que exaltou a história e as conquistas do Cruzeiro ao longo dos anos. Assim que o vídeo se encerrou, as luzes foram acesas e Everton Ribeiro, Júlio Baptista e o goleiro Fábio foram os modelos que introduziram o novo uniforme aos presentes.

Em seu discurso, o presidente do Cruzeiro exaltou a parceria com a Penalty e a procura intensa do uniforme por parte da torcida. Milhares de aficionados fazem fila para reservar o uniforme, e o presidente prometeu que todos serão atendidos.

"Cem mil camisas do Cruzeiro serão colocadas à venda pela Penalty no primeiro trimestre. Vai ser um recorde. É um motivo de muita satisfação ver a torcida fazendo fila para adquirir este material", afirmou Gilvan.

O presidente ainda falou sobre a montagem do elenco para a temporada e garantiu ao torcedor uma equipe competitiva e pronta para buscar mais títulos.

"Estamos fazendo um esforço para que o time de 2015 seja tão bom quanto as equipes de 2013 e 2014. Vamos começar com força máxima no Mineiro, quando necessário, vamos dividir nossas forças, mas com preferência para a Libertadores. Estamos fazendo contratações pontuais, um esforço e um sacrifício desumano para atender este apelo da torcida por conquistas", concluiu o dirigente.

A parceria também foi celebrada pelo presidente da Penalty, Paulo Ricardo de Oliveira. "Sempre foi nosso alvo fechar com o Cruzeiro. O Gilvan falou de 100 mil camisas, mas eu vou além e acredito que vamos vender 120 mil camisas. Vai ser um recorde em tão pouco tempo de parceria", destacou. 

Leia tudo sobre: cruzeirocamisalançamentosucesso