Obama e Cameron concordam em manter sanções contra a Rússia

As potências ocidentais insistiram em sanções contra a Rússia por suas ações no ano passado no leste da Ucrânia, após a anexação da Crimeia

iG Minas Gerais | AFP |

David Cameron e Barack Obama se reúnem para discutir interesses dos dois países
AFP
David Cameron e Barack Obama se reúnem para discutir interesses dos dois países

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, defendeu nesta sexta-feira junto ao primeiro-ministro David Cameron a manutenção de forte sanções contra a Rússia, acusada pelos dois países de apoiar os rebeldes separatistas do leste da Ucrânia.

"Estamos de acordo com a necessidade de manter fortes sanções contra a Rússia até que ponha fim a sua agressão na Ucrânia", afirmou Obama durante uma coletiva de imprensa conjunta com Cameron na Casa Branca.

As potências ocidentais insistiram em sanções contra a Rússia por suas ações no ano passado no leste da Ucrânia, após a anexação da Crimeia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave