Dedé passará por cirurgia no joelho e para por até oito meses

Departamento médico do Cruzeiro buscou algumas tentativas de tratamento, mas recuperação não evoluiu da maneira desejada

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Marcelo Oliveira perde Dedé por grande parte da temporada
WASHINGTON ALVES/LIGHTPRESS
Marcelo Oliveira perde Dedé por grande parte da temporada

O Cruzeiro tem uma considerável baixa por grande parte da temporada 2015. O zagueiro Dedé passará por um procedimento cirúrgico no ligamento cruzado posterior do joelho direito, e ficará fora de atividade por até oito meses. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do clube, que ainda divulgou que a cirurgia será realizada na próxima terça-feira, no Rio de Janeiro. O procedimento será conduzido por José Luiz Runco, ex-médico da seleção brasileira.

“Após fazermos algumas avaliações e observamos a evolução do atleta, concluímos que ele necessitará passar por um procedimento cirúrgico, de uma abordagem no ligamento cruzado posterior do joelho direito, devido a uma reação de edema ósseo e uma pequena lesão na cartilagem”, explica o Dr. Sérgio Freire.

Dedé se lesionou no dia 5 de novembro de 2014, no empate com o Santos, por 3 a 3, na Vila Belmiro, pela semifinal da Copa do Brasil. O departamento médico celeste buscou alternativas para a recuperação do jogador, mas o tratamento não evoluiu da maneira esperada.

“No final do ano, o atleta passou por um episódio que demandou um tratamento não cirúrgico. O jogador vinha evoluindo bem, com melhoras. Ele se reapresentou melhor, mas em condições abaixo do que a gente esperava. Em cima disso e de novos exames, a gente indicou a cirurgia justamente para que já se solucione de uma vez o problema dele e que não seja estendida uma expectativa de evolução. O tempo de recuperação do atleta será de seis a oito meses”, disse o médico celeste.

Sem Dedé , o técnico Marcelo Oliveira tem à disposição quatro zagueiros: Léo, Bruno Rodrigo, Manoel e Alex. Contratado recentemente para a lateral-direita, Fabiano também pode atuar no setor.   

Leia tudo sobre: futebol nacionalcruzeiroraposadedélesãocirurgia