Suspenso por agressão, Leonardo pede indenização de R$ 25 mi

O ex-jogador enviou uma carta à Federação Francesa de Futebol exigindo o valor por danos morais à suspensão

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

FRANCESCO PECORARO /AP - 9.1.2011
undefined

Suspenso por 14 meses por ter empurrado um árbitro em maio de 2013 quando era diretor esportivo do Paris Saint-Germain, o ex-jogador Leonardo está pedindo uma indenização de 8,5 milhões de euros (R$ 25 milhões) da Federação Francesa de Futebol.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira (16) pelo jornal "Le Parisien". De acordo com o jornal, Leonardo enviou uma carta à federação exigindo o valor por danos morais à suspensão.

O ex-dirigente e seus advogados levaram o caso ao Tribunal Administrativo de Paris que o absolveu da acusação de agressão ao árbitro em outubro de 2013. Em abril do ano passado, o Conselho de Estado confirmou a decisão do Tribunal após um recurso encaminhado pela Federação Francesa de Futebol.

"Eu posso confirmar essa afirmação. Vamos estudá-la e ver se podemos dizer sim ou não. Quando se considera um montante razoável, se pode arranjar as coisas de forma amistosa. Se não é o caso, os tribunais dirão qual é a quantidade razoável", disse o diretor jurídico da Federação Francesa de Futebol, Jean LapeyreLapeyre, em entrevista à AFP.

Leonardo foi suspenso por ter empurrado o árbitro Alexandre Castro na entrada do vestiário durante jogo entre o seu clube e o Valenciennes, pela 35ª rodada do Campeonato Francês.

O dirigente do clube parisiense se mostrou revoltado com a expulsão do brasileiro Thiago Silva durante a partida. O zagueiro foi expulso aos 43min de jogo por ter colocado sua mão no peito do árbitro, que sentiu-se agredido.

Pouco depois da suspensão, Leonardo pediu demissão do cargo do PSG.