Política para mulheres sem um centavo

O governo de Minas destinou R$ 10 mil para a regularização fundiária de áreas ocupadas por povos quilombolas e indígenas

iG Minas Gerais | Lucas Pavanelli |

Algumas das políticas públicas do Estado para as minorias também tiveram execução orçamentária bem abaixo do previsto. No caso das políticas para mulheres, nenhum centavo foi aplicado no combate ao tráfico de pessoas. O programa “Minas Mais Segura” previa destinar R$ 450 mil ao enfrentamento a esse crime.  

O governo de Minas destinou R$ 10 mil para a regularização fundiária de áreas ocupadas por povos quilombolas e indígenas. O site de acompanhamento de políticas públicas da Assembleia mostra ainda que não houve emprego desse dinheiro.

As políticas voltadas para idosos tiveram, até outubro, 34% dos investimentos previstos. Dos R$ 110 milhões que seriam investidos no ano passado, R$ 38 milhões foram aplicados. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave