Preço para de subir, mas não deve cair

Silva conta que há dois anos colocou o bar à venda, mas não conseguiu uma proposta no valor desejado e preferiu desistir e manter o estabelecimento

iG Minas Gerais | Angélica Diniz |

Pouso Alegre. É possível ver placas ao longo de toda a rua
douglas magno
Pouso Alegre. É possível ver placas ao longo de toda a rua

Quanto mais os imóveis demoram para serem vendidos, maior fica a oferta. Mas, segundo fontes do setor imobiliário, apesar do estoque maior, a lei da oferta e da procura não conseguirá derrubar os preços, apenas deve estabilizar os valores, sem novos aumentos.  

O comerciante Marcos Batista da Silva, 55, dono do bar do Marcão, no bairro Floresta, por exemplo, não está disposto a esperar por um negócio lucrativo. Ele colocou há poucos meses a placa de “passa-se o ponto” na frente do imóvel. Essa já é a segunda tentativa de negociar seu bar, sem sucesso.

Silva conta que há dois anos colocou o bar à venda, mas não conseguiu uma proposta no valor desejado e preferiu desistir e manter o estabelecimento.

“Eu espero conseguir R$ 85 mil na venda do bar, com porteira fechada, mas ainda não consegui e nem tenho pressa. Por isso, vou ficando aqui até que alguém se interesse em pagar o valor pedido para que eu consiga mudar de ramo no comércio”, conta ele. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave