Um a cada três brasileiros não guarda dinheiro

Especialista diz que economizar faz bem à saúde

iG Minas Gerais | Juliana Gontijo |

Foco.
 A analista de marketing Michele Reis cortou gastos para economizar para a casa própria
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Foco. A analista de marketing Michele Reis cortou gastos para economizar para a casa própria

Todo mundo sonha, mas nem todos se planejam financeiramente. É o que mostra levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo portal Meu Bolso Feliz nas 27 capitais do país. A pesquisa mostrou que um terço dos consumidores entrevistados (33%) não conta com uma reserva financeira para realizar seus sonhos no futuro, como a compra de uma casa, carro, viagem entre outros planos. O estudo revela que 22% admitem não ter o hábito de guardar dinheiro.  

Para conseguir, tem que ter foco. É o da analista de marketing Michele Reis. Ela começou a economizar há cerca de um ano para comprar a casa própria. “Não digo que é fácil, mas tenho um objetivo maior e não me arrependo. Algumas vezes, abro mão de pequenos prazeres por um maior, que é a casa própria”, diz.

Para isso, ela desenvolveu estratégias, uma delas é uma poupança automática no banco. “Reservei um valor que tem que ir para a poupança todo mês. Também cortei o cartão de crédito para evitar pequenos gastos que podem atrapalhar no orçamento”, conta. Outra estratégia é pedir descontos.

O planejamento financeiro virou hábito e até a filha de 5 anos passou a economizar. “Ela tem um cofre e já teve resultados. Depois de um ano, comprou uma bicicleta”, diz.

O coordenador do curso de Ciências Econômicas da Newton Paiva, Leonardo Bastos, afirma que as pessoas deveriam economizar, só que muita gente tem dificuldade de guardar dinheiro. “Quando a educação financeira vira um hábito, economizar deixa de ser tão complicado”, observa.

Ele lembra que economizar pode trazer benefício para a saúde e para as relações familiares. “A boa saúde financeira pode ajudar na boa saúde física, mental. Afinal, a inadimplência pode gerar ansiedade e preocupações que interferem no rendimento no trabalho, que pode cair, além de favorecer brigas”, diz.

Bastos ressalta que comprar um produto sem planejamento pode trazer problemas. “Hoje, você comprou e está tudo bem, só que uma hora a conta vai chegar. Muitas vezes, você só postergou o problema”, diz.

Traçar meta faz poupador manter o foco Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, ter um objetivo que direcione a poupança também ajuda o poupador iniciante a manter a disciplina. “Quando temos um objetivo claro, como uma viagem bacana ou a compra de um carro, é mais fácil manter o foco. A visão de que se pode alcançar um objetivo maior torna os ajustes no orçamento mais palpáveis”, diz. “É preciso ter consciência de que não é possível ter tudo. É necessário guardar, seja para realizar um sonho”, afirma o economista Leonardo Bastos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave