Justiça dá à estatal acesso à investigação

iG Minas Gerais |

Brasília. A Justiça Federal permitiu acesso da Petrobras ao processo aberto para investigar as movimentações financeiras e imobiliárias do ex-diretor da Área Internacional Nestor Cerveró. A Petrobras fez o pedido no fim da tarde de quarta-feira, solicitando acesso inclusive aos processos de busca e apreensão, uma vez que a Polícia Federal cumpriu quatro buscas na tarde de terça-feira em endereços do ex-diretor da estatal no Rio de Janeiro.  

O pedido foi aceito pela Justiça Federal, que, apesar do segredo de Justiça, reconheceu interesse jurídico da empresa, “uma vez que Nestor Cerveró ocupou uma de suas diretorias executivas e está sendo acusado da prática de graves crimes supostamente perpetrados no âmbito da Petrobras”.

Propina. Em nota divulgada nesta quinta, a estatal afirmou que a manifestação do Ministério Público Federal de que Cerveró continuou recebendo propina em 2014 “não afirmou, em momento algum, que os atuais diretores receberam propina”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave