Dezessete são mortos em apenas 14 dias

Média é de mais de um assassinato por dia; só na última semana, foram contabilizadas cinco execuções; polícia já tem autoria e motivação de chacina em sítio

iG Minas Gerais | Dayse Resende |

Um homem morreu após parar para ajudar motorista
João Lêus
Um homem morreu após parar para ajudar motorista

 

A violência neste início de ano não dá trégua em Betim. Nos primeiros 14 dias, 17 pessoas foram assassinadas em regiões diferentes. Somente entre quinta (8) e terça (13), foram contabilizadas cinco vítimas.   O último crime ocorreu no bairro Jardim Petrópolis. Um jovem de 20 anos foi atingido com dois tiros na cabeça. “Quando os policiais chegaram ao local do crime, o jovem já estava sem vida”, disse um PM.   Já no domingo (11), Raphael Pereira, 26, foi morto após parar em uma estrada para oferecer ajuda a um motorista que estava em um carro com defeito no bairro Serra Negra. “Segundo relato do motorista que estava com o carro quebrado, ele perdeu o controle do veículo e bateu em um barranco. Então, ele pediu ajuda, e Raphael parou. Nisso, dois homens que estavam em um outro carro pararam o veículo ao lado deles e efetuaram vários tiros contra o motociclista”, informou a PM.   Ainda no domingo, um assaltante morreu e outro ficou ferido depois de trocarem tiros com policiais no bairro Niterói. Outro crime ocorreu na quinta (8), no bairro Amazonas. A vítima foi um menor de 17 anos. No mesmo dia, o corpo de um homem de aproximadamente 25 anos também foi encontrado, já em decomposição, às margens da lagoa Várzea das Flores.   Chacina A delegada da Homicídios Mônica Perpétua informou que já tem a autoria e a motivação da chacina ocorrida no dia 6, no bairro Estância do Sereno, em um sítio, mas que não poderia dar detalhes do caso para não atrapalhar as investigações. Na ocasião, quatro homens morreram e outro ficou ferido. Ninguém, no entanto, foi preso.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave