Duas italianas sequestradas na Síria são libertadas

Elas foram sequestradas em uma localidade próxima de Aleppo, no norte da Síria

iG Minas Gerais | AFP |

O governo italiano anunciou nesta quinta-feira à noite (hora local) que as duas jovens assistentes humanitárias italianas sequestradas no início de outubro na Síria foram libertadas.

"Greta Ramelli e Vanessa Marzullo estão livres, elas voltarão para a Itália em breve", escreveu sem dar mais detalhes a presidente do Conselho italiano em seu  Twitter.

O governo italiano havia anunciado, em 6 de outubro, o desaparecimento das duas jovens, de 20 e 21 anos, originárias da Lombardia (norte), que fundaram a associação "Horryaty" para ajudar as vítimas da guerra.

Elas foram sequestradas em uma localidade próxima de Aleppo, no norte da Síria.

No final de dezembro, elas apareceram em um vídeo filmado algumas semanas antes usando vestes pretas e véus.

Sentadas em frente a uma parede branca, pediram ao governo italiano para levá-las de volta à casa antes do Natal.

Nenhum detalhe deste vídeo de 23 segundo ajudou a revelar a identidade do grupo que mantinha as jovens reféns.

O vídeo foi postado no YouTube sob o título "A Frente Al-Nusra detém duas italianas em razão da participação de seu governo na coalizão" jihadista internacional que combate o grupo Estado Islâmico (EI) na Síria.

A Frente Al-Nusra, o ramo sírio da Al-Qaeda na Síria, no entanto, não reivindicou a autoria do vídeo. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave