Governo deverá aumentar arrecadação em R$9 bilhões neste ano

O controle de despesas também irá contribuir para que se aumente a arrecadação em 2015

iG Minas Gerais | da redação |

Dilma diz que não aceitará 'condenação' de Pimentel em caso do avião
Wilson Dias/Agência Brasil
Dilma diz que não aceitará 'condenação' de Pimentel em caso do avião

O governo anunciou que deve realizar uma série de medidas par contribuir com o aumento de arrecadação neste ano. Estima-se que o valor chegue em torno de R$ 9 bilhões. Segundo o jornal Estado de São Paulo, uma das medidas que podem ser adotadas pela presidente Dilma será a volta da Cide, em abril deste ano, imposto que incide sobre a comercialização de combustíveis, imposto que foi zerado em 2014.

Uma fonte do Palácio do Planalto, afirmou que também será criado a PIS/Cofins, visando estimular a indústria nacional de cosméticos, ao elevar o valor desses tributos sobre produtos importados.

O controle de despesas também irá contribuir para que se aumente a arrecadação em 2015. O Ministério da Fazenda deve elevar a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) cobrada pelo BNDES. Neste momento a taxa está em 5,5% ao ano, em comparação à taxa básica de juros (Selic) está em 11,75% ao ano. Atualmente o Estado gasta aproximadamente, R$ 30 bilhões por ano para manter a taxa no nível atual.

O aumento de 6% poderá ocorrer no final de março, mas ainda não foi descartada uma reunião extraordinária entre o Conselho Monetário Nacional, formado pelos ministérios da Fazenda, Planejamento e do Banco Central e o governo.   

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave