Banco central da Índia reduz principal taxa de juros para 7,75%

Segundo relatório do Banco Mundial sobre a economia global, divulgada na terça-feira (13), a Índia é a única economia dos Brics que não tem desaceleração pronunciada

iG Minas Gerais | Folhapress |

O Banco Central da Índia anunciou nesta quinta-feira (15) uma redução de sua principal taxa de juros a 7,75%, citando uma queda da inflação e os efeitos de suas decisões econômicas anteriores. A instituição, que havia elevado três vezes a taxa de juros desde setembro de 2013, decidiu diminuí-la em 0,25 ponto percentual, nível no qual estava há um ano.

Segundo relatório do Banco Mundial sobre a economia global, divulgada na terça-feira (13), a Índia é a única economia dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) que não tem desaceleração pronunciada. No ano passado, o país elegeu o reformista Nahendra Modi.

Em 2015, o PIB da Índia deve ter alta de 6,4% e de 7% nos dois anos seguintes.

Maiores economias

A consultoria britânica EIU (Economist Intelligence Unit) já espera que o Brasil vá perder o posto de sétima maior economia do mundo para a Índia neste ano.

Segundo a EIU, o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro deverá somar US$ 2,12 trilhões em termos nominais neste ano, ante US$ 2,48 trilhões da Índia, que também deixará para trás a Itália, hoje a oitava maior economia.

A tendência era antevista por economistas para algum momento desta década por causa das altas taxas de expansão do país asiático.