Saiba como controlar as finanças e evitar problemas nos próximos meses

Depois das festas de fim de ano, é hora de pagar IPVA, IPTU e, para quem tem filhos, gastos com matrícula, uniforme e material escolar

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Confira algumas dicas para quem já entra o ano 'no vermelho'
Divulgação
Confira algumas dicas para quem já entra o ano 'no vermelho'

Depois das festas de fim de ano, chega o começo de ano, uma época que costuma ser complicada para muitos brasileiros. É hora de pagar IPVA, IPTU e, para quem tem filhos, dos gastos com matrícula, uniforme e material escolar.

Como muitas pessoas acabam começando o ano ‘no vermelho’, surge a preocupação sobre o que farão para controlar a situação financeira. Pensando nisso, a CBN Foz do Iguaçu selecionou algumas dicas que vão ajudá-lo a controlar os gastos e respirar nesse período, evitando maiores problemas nos meses seguintes. Confira!

Corte ou diminua gastos secundários - Se você não conseguir cortar totalmente, pelo menos por enquanto, diminua gastos com lazer, compras em shoppings e saídas na semana para bares e restaurantes. Se não resistir diante das liquidações do início de ano, estipule um limite e não ultrapasse o mesmo para depois não se arrepender.

Parcele, mas planeje antes - O parcelamento é um ótimo recurso quando não conseguir ter desconto em uma compra à vista. Apesar disso, é preciso tomar cuidado com o parcelamento em excesso para não comprometer uma parte da renda por um prazo mais longo.

Diminua as dívidas - Uma dica para diminuir os saldos devedores é anotar todas as dívidas em um papel. Assim, você não esquecerá de nenhuma delas. Além disso, é interessante negociar aquelas que tem uma taxa de juros mais alta para que eles não sejam acumulados. Uma ótima recomendação para ter uma noção mais abrangente das condições e saber se o seu nome está sujo é realizar uma consulta para ver a situação do seu CPF.

Evite cheque especial - Com a taxa de juros mais alta do mercado, o cheque especial é uma péssima saída para quem está endividado. Os juros podem chegar a mais de 12% ao mês, dependendo do banco.

Leia tudo sobre: dicasdívidas2015IPTUIPVAmaterial escolar