Naufrágio na República Centro-Africana deixa 100 desaparecidos

Acidente aconteceu no rio Oubangui, segundo anunciaram nesta quinta-feira (15) as autoridades da capital, Bangui; apenas um corpo foi encontrado até agora

iG Minas Gerais | AFP |

Cerca de 100 pessoas desapareceram na República Centro-Africana após o naufrágio na segunda-feira (12) de uma embarcação no rio Oubangui, anunciaram nesta quinta-feira (15) as autoridades da capital, Bangui.

Perto da localidade de Modalé (a 125 km de Bangui), o motor da embarcação explodiu, provocando um incêndio a bordo, indicou à AFP um funcionário da força naval centro-africana, acrescentando que "todos os passageiros caíram na água sem ter meios de salvamento".

"Ao menos 80 pessoas estavam no barco, chamado Nova Jerusalém, em sua saída de Bangui. Outros passageiros embarcaram ao longo do trajeto, até ultrapassar uma centena", explicou o funcionário sob condição de anonimato.

"Até o momento apenas um corpo foi resgatado, o de uma criança, que foi levado a Bangui junto a sua mãe, uma das poucas sobreviventes. Ainda é difícil determinar o número exato de desaparecidos porque não há nenhuma equipe de salvamento", indicou a força naval.

"Pedimos às autoridades e aos serviços competentes que realizem as buscas para encontrar os eventuais sobreviventes", declarou Joseph Tagbalé, prefeito do VII distrito da capital centro-africana, onde se encontra o porto fluvial.

Os naufrágios de barcos sobrecarregados de passageiros ou mercadorias são frequentes no rio Oubangui, e os acidentes são comuns devido ao estado das embarcações e ao desrespeito das regras de navegação.