Cia Afeta apresenta obras que vão do drama ao documental

Grupo celebra cinco anos com mostra de três peças na Campanha de Popularização de Teatro e Dança

iG Minas Gerais |


“Talvez Eu Me Despeça” é o trabalho mais recente da companhia
Guto Muniz
“Talvez Eu Me Despeça” é o trabalho mais recente da companhia

Ao resumir o percurso de cinco anos da Cia Afeta, Ludmilla Ramalho recorre especialmente a duas palavras: “encontro” e “risco”. Para a atriz e performer, fundadora do grupo ao lado de Nando Motta, isso se justifica porque nascem justamente dessas formas de engajamento os espetáculos “Talvez Eu Me Despeça” (2014), “#140 ou Vão” (2014) e “180 Dias de Inverno” (2010), encenados agora durante a Campanha de Popularização de Teatro e Dança.

“O que vejo de mais potente na companhia, hoje, é justamente essa tentativa de se arriscar em encontros, sem ter algo que previamente determina o início de um novo processo”, observa Ludmilla Ramalho. A artista frisa que a mostra marca o início da celebração da trajetória do grupo, que apresenta, a partir de hoje, na Funarte MG, o seu trabalho mais recente, “Talvez Eu Me Despeça”.

A encenação, que cumpre ali temporada até o dia 25 e volta ao cartaz no dia 25 de fevereiro no CCBB-BH, marca a realização do primeiro projeto centrado no gênero documental. “Com esse trabalho, nós chegamos no lugar do teatro documentário, trazendo para o palco uma história real. Antes disso, lidamos com a comédia dramática, em ‘#140 ou Vão’, e o drama, em ‘180 Dias de Inverno”, sintetiza Ramalho.

Embora em “Talvez Eu Me Despeça”, que foi concebida em homenagem a atriz Cecília Bizzotto, haja uma mudança em relação às peças anteriores, para Ramalho, ela também retoma alguns traços de afinidade com as outras. Um dos aspectos mais importantes, ao seu ver, é a maneira como o trabalho dialoga com outros campos artísticos. “Há elementos não apenas do documentário, mas também da performance e das artes visuais. Isso acontece igualmente em ‘#140 ou Vão’ e ‘180 Dias de Inverno’ quando o audiovisual dialoga diretamente com a cena”. (CAS)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave