Executivo da Mendes Júnior passa mal e é hospitalizado em Curitiba

Suspeita era que executivo, que está preso há dois meses na carceragem da Polícia Federal, estivesse com apendicite aguda; foi diagnosticado, porém, um cálculo renal

iG Minas Gerais | Folhapress |

O executivo Sérgio Cunha Mendes, preso na Operação Lava Jato e diretor da empreiteira Mendes Júnior, foi encaminhado a um hospital no fim da tarde desta quarta-feira (14), com dores abdominais.

A suspeita era que Mendes, que está preso há dois meses na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, estivesse com apendicite aguda.

Foi diagnosticado, porém, um cálculo renal em um dos rins, de acordo com informações do Hospital Santa Cruz, que atendeu o preso.

A equipe médica do hospital recomendou sua internação para a realização de uma cirurgia. A medida ainda precisava ser autorizada pela Justiça.

Mendes, que é vice-presidente executivo da Mendes Júnior, foi denunciado sob acusação dos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa, por causa de desvios em obras da Petrobras.

Ele é um dos 11 executivos presos na PF e réus em ações penais pelo esquema. O empresário deve permanecer escoltado por agentes da PF enquanto estiver no hospital.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave