Jael desabafa no Instagram sobre negociação frustrada com Bahia

Atacante explicou decisão de ficar no JEC alegando que foi amparado em momentos difíceis e pensou também na família

iG Minas Gerais | Da redação |

Jael postou longo texto explicando motivos que o levaram a escolher Joinville
Instagram/Reprodução
Jael postou longo texto explicando motivos que o levaram a escolher Joinville

O atacante Jael chegou a ser anunciado como reforço do Bahia, mas as duas partes trataram de declarar publicamente que desistiram da negociação. Em seu site oficial, o clube baiano soltou uma nota explicando que “o jogador não cumpriu sua parte no acordo” e disse que as conversas estão encerradas em definitivo. Em resposta, Jael publicou um texto na internet e afirmou que escolheu ficar no Joinville.

“A minha decisão é de permanecer no Joinville, um clube onde lutei junto com um grupo muito especial o ano passado inteiro pelo ACESSO e que agora precisam de mim em uma nova batalha, o Joinville me deu todo suporte durante minha lesão e recuperação seria uma injustiça da minha parte deixá-los na mão nesse momento”, contou ele.

Depois de explicar que família também pesou na decisão, Jael agradeceu ao Bahia e negou ser um mercenário, alegando que a proposta do clube nordestino era até maior, mas outras razões o fizeram ficar.

“Essa decisão é imposta em função de tudo que eu vivi durante esse ano abençoado de 2014, jamais me esquecerei de toda história que tenho no Esporte Clube Bahia e isso levarei comigo, assim como a história que tenho construído e ainda vou construir no Joinville Esporte Clube”, disse o atleta.

Jael havia passado por uma cirurgia no tornozelo quando começou a conversar com o Bahia. No entanto, para que o negócio tivesse sucesso, ainda dependeria de uma aprovação do São Caetano. De acordo com os baianos, o atacante teria começado a adiar as conversas alegando questões familiares, mas segundo o jogador, o time paulista teria atrasado a negociação.

Confira o texto de Jael na íntegra:

“Venho aqui agradecer todo carinho, respeito e admiração que vocês torcedores do ESPORTE CLUBE BAHIA tiveram por mim, mas a minha decisão é de permanecer no Joinville, um clube onde lutei junto com um grupo muito especial o ano passado inteiro pelo ACESSO e que agora precisam de mim em uma nova batalha, o Joinville me deu todo suporte durante minha lesão e recuperação seria uma injustiça da minha parte deixá-los na mão nesse momento, além disso as decisões que eu tomo hoje não influenciam apenas a minha vida e sim da minha família que acabaram fazendo planos em função do lugar onde estou e nessa vida quem realmente se importa com a gente é a nossa família e eu não posso deixar de lado o que eles significam para mim.

Eu agradeço de coração ao Esporte Clube Bahia, um clube onde ja fui muito feliz, sou extremo admirador dessa torcida e desse Clube. 

Tem muita gente me chamando de Mercenário, mas a decisão de ficar NO JEC não foi por questão financeira até porque a proposta do ECB era muito melhor financeiramente, então se eu fosse para o Bahia aí sim estaria sendo mercenário com o Joinville, minha decisão foi por princípios, por ética e reconhecimento por tudo que o Joinville Esporte Clube fez por mim.   Eu não vou mentir que estive negociando com o Bahia, mas em todo tempo deixei claro para o Gerente de Futebol ALEXANDRE FARIA que eu precisa ter uma conversa com o Presidente do Joinville Esporte Clube Nereu Martinelli, por ser uma pessoa que tenho muito respeito, carinho e que me ajudou muito durante todo o ano passado. 

Essa decisão é imposta em função de tudo que eu vivi durante esse ano abençoado de 2014, jamais me esquecerei de toda história que tenho no Esporte Clube Bahia e isso levarei comigo, assim como a história que tenho construído e ainda vou construir no Joinville Esporte Clube”

Leia tudo sobre: futebol bahiaecjoinvillejaelnegociaçãocirurgiaalexandre fariainstagram